quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

sonhos de um novo ano...

um suspiro estrangulado no fundo do peito aflito.
eu queria saber de onde vem tal desespero.
fim do dia se avizinha, fim-do-ano, fim de um ciclo...
e os sonhos continuam os mesmos...
é até vergonhoso admitir, mas continuo buscando aquele amor que me roube todo o ar em suspiros; que me preencha por inteira, preencha cada poro, cada lacuna de incerteza; um amor que me faça chorar, de tanta perfeição; um amor que só existe em meus sonhos retrógados...
e enquanto não o encontro, me perco em idealizações de seres que mal conheço...
palavras podem conquistar meu coração... por que os supostos interessados não enxergam isso?

Um comentário:

  1. usei 3 de suas obras colei e deixei a autoria...
    parabens novament

    ResponderExcluir